10/11/2005

E NA CONTINUAÇÃO DO POST DE ONTEM...

SANDRA FELICIANO: Os 55 milhões eu ouvi numa reportagem de um canal de TV espanhol. Mas ainda ontem à noite na RTP ouvi 24 milhões. Cheira-me que deve ser mais para o mais do que para o menos...
MFC: Pois é. Nos quilos de panfletos que me meteram na caixa de correio também não dizia nada disso. A caneta não tive direito.
JAPINHO: Quantos e quantos euros nossos os gajos não devem estragar com experiências malucas não? Pois. Não lhes sai do bolso! Depois vêm-nos dizer que temos que fazer sacrifícios, isto é como o gajo que mora no bairro da lata mas tem um topo de gama estacionado à porta.
AAS: Para formação precisavam de ir os gajos! Mas em rudimentos de economia e cidadania, especialmente esta última!
ROSÁRIO: A seguir eu “posto” as respostas certas, eheheh...
EURO: Um euro no Brasil?! Gostei dessa questão das armas, também deve ser um delírio! E não te esqueças que nós aqui somos só 10 milhões. 55 milhões de euros passa a ser muita fruta em termos relativos, dava para irmos todos lanchar à Versailles... ok... é uma pastelaria de cagões.
K@: Bem vindo!!!! Então como vai isso???
ADAN NADA: Futebol não sei jogar e o carnaval aqui é no Inverno. Resta-me aquela ideia da metralhadora giratória. É muito divertida! Será que depois posso fugir para aí e esconder-me até conseguir ser candidata aqui a umas eleições e poder voltar?
VASCO SANTANA: Muito bem! Estragaste 6 euros mas salvou-se o dinheiro das propinas!
MORSA: Eh pá, como é que sabes? Ainda não publiquei as soluções! Isto não é o Sudoku!
FINÚRIAS: A minha sanita faz falta lá em casa pá! Se não a tiver ainda venho cá mais vezes pôr estes posts de merda!
PAPÁ URSO: Desconfio que, tal como todos nós, eles devem-te muito mais que 6 euros!
TODOS: Ainda há muitos clientes em falta com o cartaz de cinema. “Fáchabor” de ler o regulamento ali ao lado e participar! Mau mau...

SOLUÇÕES:
1-a) Quando vamos votar entregam-nos 3 papelinhos. Um para a Assembleia Municipal, outro para a Câmara Municipal e outro para a Assembleia de Freguesia. Para a Junta de Freguesia não votamos directamente, é constituída tendo em conta os resultados da votação para a AF.
2-c) As autarquias são os municípios e as freguesias. Cada município é constituído por uma ou mais freguesias. Era suposto haver uma terceira autarquia, a região, que entretanto morreu por falta de oxigénio graças a um referendo que resultou de uma bem orquestrada (e por certo também dispendiosa) campanha de desinformação. Assim sendo, ainda subsiste o velho distrito, que na verdade não serve para muita coisa.
3-c) O órgão deliberativo do município é a Assembleia Municipal. É a este órgão que compete deliberar sobre as matérias que servirão de base à actuação da Câmara Municipal, como o orçamento, planos e regulamentos. A Câmara Municipal é o órgão executivo. Também delibera, mas para propor à Assembleia Municipal a aprovação dessas matérias, além de outras questões que a lei lhes permite, embora não nas grandes opções. Os cidadão podem intervir nesses processos pois todas as grandes decisões têm que ter um período de consulta pública.
4-a) A Câmara Municipal não é um serviço, nem uma autarquia. É um órgão de uma autarquia que é o município. É constituída pelos elementos eleitos pelos munícipes para a CM, o Presidente da Câmara e os Vereadores.
5-c) Não há nenhuma relação directa. Uma vila pode ser elevada a cidade porque cumpre os critérios definidos por lei para esse efeito mas não passa a ser um município. Foi o que aconteceu recentemente, por exemplo, com a Gafanha da Nazaré, aqui perto. Ílhavo passou a ser um município com duas cidades. A decisão de criar um novo município cabe à Assembleia da República, e não precisa de ser uma cidade, pode ser uma vila.

Mas não é preciso saber nada disto, eu é que sou uma grande chata.
Basta ir lá e pôr umas cruzes, como quem vai ao supermercado comprar o desodorizante Y porque tem uma campanha mais gira que os outros... mesmo que nos faça cair a pele.
E também vos vou dizer um segredo, eu só sei esta porcaria toda porque andei anos a tirar um curso da coisa. Os meus 6 euros também não deram, por isso, em nada.

7 comentários:

Sandra Feliciano disse...

E hoje já vi outro número: 100 milhoes de euros.

E agora? Com tanta versão (118, 100, 55, 24 milhões de euros) em que ficamos?

Bem, mais pobres e sem qualquer valor acrescentado, isso ficamos de certeza!!!

Sandra Feliciano disse...

P.S.: Vens ao jantar bloguista de dia 15?

Didas disse...

Ai filha qual jantar? Essa passou-me ao lado!

SaltaPocinhas disse...

e eu ainda aproveitei para aprender aqui umas coisas completamente à borla...Não podemos pedir que nos devolvam a massa? Do bolso deles, é claro! Se o dinheiro lhes tivesse custado a ganhar, não seriam capazes de o esbanjar. E seja qual for a quantia certa, é uma INDECENCIA!!

Japinho disse...

Concordo com a Saltapocinhas, é uma vergonha.
Mas eu vinha cá para dizer as horas, assim sendo. São 12:26h.

Pecola disse...

E depois queixam.se que não há dinheiro para o excesso de funcionários públicos..

Sandra Feliciano disse...

Pá! Com um catrapázio do tipo cartaz de campanha eleitoral "prespegado" no meu blog - e já la foste depois de eu lá o "prespegar", que eu bem sei, pois deixaste rasto - e passou-te ao lado? LOL

"Bai" lá "ber" q'inda lá 'tá - ou achaste que aquelas folhinhas com ar tão artístico faziam parte da decoração do Cobre?

Clica no catrapázio que vais ter à pagina dos organizadores do repasto. Depois orienta-te!

Um abraço enfarinhado à patroa!