10/18/2008

POIS É. ISTO AQUI NÃO É O CENTRO DO MUNDO.


Este guia que comprámos no Museu do Louvre tem a capa em espanhol e o conteúdo totalmente em português. De Portugal. Demos por ela já em casa. O mais engraçado ainda é que nem sequer havia versão portuguesa disponível, por isso comprámos a espanhola.

São estas coisas que nos fazem sentir fora do mainstream. Exóticos ou estranhos ou o que queiram. A analogia que consigo fazer para justificar um erro destes no museu do Louvre é qualquer coisa como isto: Estarmos a editar um livrinho em várias línguas e, no meio da confusão perdemos a ligação entre uma das capas e o respectivo texto.

- Eh pá! - diz alguém - tenho aqui uma capa a dizer que é em macedónio mas agora não sei qual destes textos é que é em macedónio!

- Põe este!

- Mas esse não sei se é em macedónio ou em sérvio!

- Estás preocupado? Que se lixe isso, achas que alguém vai dar pela diferença? São duas coisas que ninguém percebe mesmo!... Ninguém fala essas porcarias!

2 comentários:

Saltapocinhas disse...

o napoleão era dessa terra, não era?

tá visto, ele afinal queria invadir a espanha!!

(touros em aveiro?? e eu a pensar que vivia numa cidade civilizada!)

:(

Didas disse...

Será? Aquilo ainda são genes do Napoleão???