11/12/2008

SATISFAÇAM-ME UMA CURIOSIDADE


Sabendo que esta padaria é frequentada por alguns professores, gostaria de lhes perguntar o seguinte:

- Incentivariam os vossos alunos a agredir com ovos uma pessoa qualquer, ministra ou não?

- Mesmo não os incentivando, ficariam impávidos e serenos a assistir à cena sem sequer os tentar controlar?

- Acham que os professores que incentivam ou não condenam este tipo de atitude estão ou não sujeitos a que, mais tarde, o feitiço se vire contra o feiticeiro e os alunos (convencidos de que se pode fazer o que se quer) os agridam a eles?

- Finalmente, acham que os pais podem estar confiantes em que este tipo de professores ajude a educar os seus filhos e a fazer deles adultos decentes?


Peço que procurem responder de forma séria, desapaixonada e não contornando a questão em causa. Assim, não vale:

- Dizer que a ministra é que não respeita os professores, porque já estamos todos fartinhos de ouvir isso até à náusea.

- Dizer que os paizinhos são todos uma cambada e que eles é que têm a culpa das criancinhas não terem educação.

- Deixar comentários anónimos com insultos e/ou ameaças pessoais à dona deste estabelecimento. Esses são a cambada que, de facto, se não sabe ter educação aqui também não sabe dar educação aos putos. Que respondam só os outros por favor.


A todos:

- Acham que, com episódios destes, esta choldra tem hipótese de ir a algum lado, ou será mesmo melhor emigrar?

7 comentários:

Saltapocinhas disse...

eu acho que esses alunos precisavam de estar muito mai stempo na escola...
e precisavam também de ter umas aulas de tiro ao alvo, já que a pontaria deles anda muito fraquinha!!

Nádia Jururu disse...

Para responder ao seu apelo, que julgo ter compreendido, por uma vez escrevi sobre o assunto sem qualquer ironia.
Na verdade, algumas vezes fico chocada com posts que vocês fazem e julgo que alguns dos meus "fregueses" ficarão muito mais chocados ao verem-vos nos meus favoritos.
Foi isso que me fez compreender que se calhar ninguém está a compreender coisa nenhuma.
Como resposta, veja o post do meu blogue "Magalhães e ovos".

Saltapocinhas disse...

fiz um comentário enorme e desapareceu.... ´não te apareceu por acaso na caixa de correio?
agora não me apetece voltar a escrever... :(

Saltapocinhas disse...

como sabes, sou professora.
e sou-o há 28 anos.
neste tempo encontrei professores incompetentes mas poss dizer-te que os dedos de uma mão dão para os contar todos...
e também tenho de dizer - porque parece que ninguém sabe -que os professores sempre foram avaliados.
Aliás, se não tivessem créditos de formação ou não apresentassem relatório não mudariam de escalão.
para além disso há as inspecções que são bastante rigorosas (aquela em que participei este ano às vezes parecia um interrogatório - já deve ser influencia do clima em que se vive!

os professores trabalham na escola e depois trabalham em casa à noite, trabalham ao sábado e trabalham ao domingo.
e trabalham em casa não por gosto mas porque não têm condições nas escolas. Grande parte das escolas são locais feios, estragados, sem o minimo de condições (leste o DA de 6 de novembro?)
trabalham em casa, utilizando o seu computador, impresora, tinta e papel. Conheces mais alguma profissão onde isso aconteça?
Conheces outra profisssão onde as pessoas são deslocadas centenas de quilómetros sem qualquer compensação monetária??

às vezes dá-me vontade de abanar certas pessoas que falam mal só por falar, sem saber o que estão a dizer...
deviam informar-se primeiro e falar depois!

Cerejinha disse...

“Creio que há uma tentativa de instrumentalização, que acho lamentável, porque estamos a falar de educação e (…) de crianças e jovens que não devem ser usados nem instrumentalizados no seu processo educativo”, disse o secretário de Estado.

Então e pô-los a dar palminhas e beijinhos quando recebem magalhães é o quê?!?




Mais concretamente em relação ao seu post e tentando ser séria e sincera como pede:
O que os alunos estão a extravazar para fora dos portões da escola já é o que acontece dentro da mesma, claro que sem ser levado ao extremo dos ovos mas de certeza que já ouviu falar de professores agredidos. São mais do que os casos silenciados. A equipa ministrial está a beber do seu próprio veneno. Incentivou ao desrespeito pelos professores,já é muito difícil controlá-los dentro da escola. Pode crer que não é necessário incentivá-los a estas atitudes.
As suas questões estão enviesadas. Releia-as, desapaixonadamente, e verifique que é a Didas que, sabendo à partida que nenhum professor que lhe vá responder sériamente, admitirá pertencer aos professores que incentivam os alunos a atitudes reprováveis como esta. No entanto para respondermos às outras questões temos de admitir que há uma maioria de professores que o farão. Ora nisso, eu não acredito. Todos nós temos o credo na boca por aquilo que sabemos que os miudos são capazes de fazer. E são coisas que não conseguimos controlar. A força foi-lhes dada, mas não pelos professores.
Obrigada por pertencer à parcela da população portuguesa que está a fazer um verdadeiro esforço por compreender o que se está a passar. Pelo menos é assim que interpreto o seu post e o seu pedido.

osiris disse...

os professores não incentivaram? hmm... vi uma aluna a declarar para a tv que foram eles que os incentivaram e "que até achava mal que não dessem a cara"

eu sinceramente acho que o rácio sinal/ruido é demasiado elevado. cada um puxa para o seu lado com a aldrabice que mais lhe convém.

obviamente que há problemas mas acho que se deve tomar uma atitude civilizada e explicar às pessoas o que se passa. de ambos os lados. mas não, em vez disso faz-se barulho e mandam-se postas de pescada na tv. e depois admiram-se.

Kruzes Kanhoto disse...

Acho que já li este texto noutro lado qualquer...Talvez aqui http://cudeoeiras.blogs.sapo.pt/110692.html