12/09/2009

Metáfora

Dizia-me hoje uma senhora muito faladora sobre a vizinha que lhe comprou uma acelera e não lhe pagou:
- Sabe... ela é assim... como é que hei-de dizer?... É assim como a GNR!
- Como a GNR? Fiscaliza muito?
- Não! Tem muitos homens!

A lógica é esta: Se uma mulher não pagar o que deve, tal como uma homem, passa a ser desonesta. A única diferença é que as pessoas teimam em pôr a honestidade das mulheres no meio das pernas. Nunca percebi isto.

6 comentários:

GIA disse...

A minha bisavó vendia ouro a prestações, e as suas clientes preferidas eram as prostituras porque "Eram mulhares muito honestas, tirando o facto de serem p***"

A Senhora disse...

É que já acharam mulheres desonestas guardando o roubado, ou traficando, justamente ali! :)

Didas disse...

GIA, lembro-me da minha mãe dizer qualquer coisa desse género quando teve uma loja.

Senhora, está explicado então. Mas não sei se uma moto cabia.

Larose disse...

isso é o que se chama" botar o dedo na ferida"

APC disse...

depende da moto..ops...da abertura...ihihihihihi

Didas disse...

Lol Larose, é uma maneira de ver a "coisa".

PAC, depende de ambas.