2/01/2010

Sintomas de PDI:

- Os nossos filhos já dizem que estão cotas.
- Encontramos uma pessoa que não víamos há quase trinta anos e já éramos ambas adultas nessa altura.
- Lembramo-nos de se comprarem coisas por preços ridículos.
- Os prédios que eram novos quando éramos putos, estão degradados.
- Há mitos que já se produziram depois de nós termos nascido.
- Os actores que achávamos bons como o milho já estão a fazer papéis de avós.
- O ET já é um clássico.
- Muitos filmes feitos depois do ET já são clássicos.
- Não temos pachorra para conversa de putos.
- Sabemos distinguir "lembramos" de lembra-mos".
- Lembramo-nos do 25 de Abril.
- Estamos pior que estragados com o novo acordo ortográfico. Olha agora!
- Achamos que alguém é cota, depois pensamos um bocadinho melhor e afinal essa pessoa é mais nova que nós.
- Sabemos francês.
- Temos cabelos brancos.
- Já não nos levantamos tão tarde porque nos dói os rins.
- Começamos a considerar a hipótese de sermos avós com naturalidade.
- Já não vemos muito bem ao perto ou ao longe.
- Jamais faríamos um piercing.
- Achamos que gostar de música pimba é uma vergonha e não um orgulho.
- Quando está frio, vestimo-nos.
- Os nossos professores já se reformaram todos.
- Quando nos encontramos depois de muito tempo, dizemos uns aos outros "Estás na mesma!"
- Comemos bifes fritos sem acharmos que é crime.
- Trabalhamos com pessoas com idade para serem nossos filhos.
- As pessoas mais novas acham que não temos vida sexual.
- Só uma pessoa muito velhinha, mas mesmo muito velhinha, nos trata por menino/a.
- Os primeiros carros que tivemos são peças muito antigas.
- Os nossos animais domésticos de criança já morreram todos.
- Usámos calças à boca de sino e túnicas.
- Fazemos contas de cabeça aos anos que nos faltam para a reforma.
- Já não nos apetece fazer sacrifícios.
- Nem acreditamos como é que fizemos tantos sacrifícios.
- Não temos namorados, só amantes ou amigos.
- Já não decoramos números de telefone.

14 comentários:

AB disse...

Falta uma Didas;
Quando um conhecido aí duns setenta anos falece, dizemos, "epa, mas até não era velho".
Como disse o Miguel Esteves Cardoso, começamos a ficar velhos quando os médicos, polícias e juízes são mais novos que nós : )

jorpe disse...

Falta outro !

a pagina que mais vimos é

:http://www.facebook.com/pages/Ainda-te-lembras-disto/187915501877

Didas disse...

AB, essa também é típica. Mas o que nós dizemos é mesmo: Era tão novo!

jorpe, eu recusei-me a aderir a essa. Because.

AB disse...

Estou velho. Já apanhei dois raspanetes de dois polícias hoje, e ainda nem eram nove horas. Junto da escola da filhoca veio uma agente perguntar-me se eu sabia que não podia parar ali. Há uns anos ter-lhe-ia dito "olhe, vá lá multando que eu já venho ter consigo". Agora? Disse-lhe que sim, que sabia. Eu e os outros vinte e tal pais mal parados. Logo a seguir um antepassado num mata-velhos a fazer uma rotunda sempre por fora e a 5 ou 6 Km/h. Passei-o. Outro polícia. A enviar-me para uma faixa onde não queria ir. E ele a indicar-me que era por ali. E eu a dizer-lhe que não queria ir por ali, queria fazer a puta da rotunda como manda o código e ir à minha vida. Até que chegámos ao momento da verdade, que é o "encoste aí à frente se faz favor". Há alguns anos teria encostado bem à frente para o fazer andar uns 500 metros. Agora? Ali fiquei a ouvir um gaiato de farda a ensinar-me a fazer uma rotunda, com a agravante de ele próprio não ter a mais mínima noção de como se deve fazer. Sempre por fora, sempre por fora. E eu com cara de carneiro mal morto, calado, a ver se despachava a séca e a pensar se lhe devia dizer que sim, que sim, que sempre por fora, as outras faixas são só para enfeitar. Bah! Putos...

Didas disse...

Um polícia a dizer que a rotunda se faz sempre por fora? F...-se! Eu, mesmo cota, não tinha tido pachorra. Um rais os parta!

AB disse...

A bem dizer, Didas, discutir com um polícia ou com uma estante é a mesma coisa. A não ser que o seu apelido seja Corleone.
A sério, actualmente tenho mais pena deles que outra coisa. Eu não gostava de ser polícia nos dias de hoje. Dava em maluco se tivesse que estar todas as manhãs naquela rotunda a respirar CO2 e a ver azelhices. Se calhar também acabava a moer o juízo a tipos que têm cara de não fazer mal a uma mosca.
Estou mesmo velho, não estou?

Fernando Antolin disse...

Amigo/a Didas :

Podia acrescentar também que é quando tomamos consciência de que nunca teremos tempo/paciência para fazer e provar todas as receitas culinárias que juntámos...

Ps - estará interessado/a numa fabulosa receita de cabrito ál chilindrón...? :-))

Luís Maia disse...

Esta coisa foi escrita por um jovem com a mania que tem PDI, porque ter cabelos brancos é um luxo, já não fazemos contas para a reforma e no nosso tempo a vida sexual escrevia-se com ph.

Didas disse...

AB, eu não discutiria. Faria o meu número habitual que é: Diga-me o seu nome por favor, e apontava numa agendinha. Depois ia à esquadra moer a cabeça aos que lá estão com a minha queixa.

Fernando, certíssimo. E sim, estou interessada em qualquer receita. Tenho esperança de ainda ter tempo de fazer algumas nos meus dias de vida.

Luís, já nos está outra vez a dar roda de machos, que coisa!

Saltapocinhas disse...

xiii...nem vou fazer este teste.
vou já embora!

Luís Maia disse...

se calhar é outro sintoma do PDI,

mas não foi o caso o A não entrou na UMA

Didas disse...

Saltapocinhas! Calma m'lhéri!

Ok Luís :)

P Amorim disse...

Saber o que é um LP
Saber o que é uma cassete
Saber o que é uma disquete

Claro que saber o que é um EP é o cúmulo.

Didas disse...

O que é um EP?