11/14/2010

Letras de canções enganosas

Tu eras aquela
que eu mais queria
pra me dar algum conforto e companhia
era só contigo que eu sonhava andar para todo o lado e até quem sabe talvez casar
ai o que eu passei só por te amar
a saliva que eu gastei para te mudar
mas ese teu mundo era mais forte do que eu e nem com a força da música ele se moveu.

mesmo sabendo que nao gostavas
empenhei o meu anel de rubi
para te levar ao concerto que havia no rivoli

e era só a ti que eu mais queria
ao meu lado no concerto nesse dia
juntos no escuro de mão dada a ouvir
aquela música maluca sempre a subir
mas tu não ficaste nem meia hora
não fizeste um esforço para gostar e foste embora
contigo aprendi uma grande lição
nao se ama algum que nao ouve a mesma cançao

mesmo sabendo que nao gostavas
empenhei o meu anel de rubi
para te levar ao concerto que havia do rivoli

foi nesse dia que percebi
nada mais por nós havia a fazer
a minha paixao por ti era um lume
que não tinha mais lenha
por onde arder

mesmo sabendo que nao gostavas
empenhei o meu anel de rubi
para te levar ao concerto que havia do rivoli


Friamente, os factos relatados nesta canção são os seguintes:
Há um tipo que põe um anel de rubi no prego para, com o dinheiro conseguido, conseguir baratinar uma gaja para a qual já anda de dente afiado há muito. Que tipo de gajo usa um anel de rubi? Aquilo fica mal até ao Zezé Camarinha! Que tipo de gajo tem um anel de rubi e não tem dinheiro para pagar dois bilhetes para um concerto? Que tipo de gajo tem um anel de rubi e frequenta casas de penhor? Que raio de concerto afinal era esse? Kizomba? Santa Maria? Pobre rapariga! Ainda bem que aquilo não deu em nada...

3 comentários:

Mirian Martin disse...

A primeira vez que ouvi essa música eu pensei: Um anel de rubi??!!! É... Eu faria a mesma coisa que ela. :D

bjs

joao madail veiga disse...

Não há verdade mais verdadeira que a expressa nesta canção.

Essa é que é essa.

Didas disse...

Mirian, ainda bem que alguém me entende!

João, em qual parte?