1/02/2012

O tal cisco no olho

Só queria notas de 500 como gajos que hoje criticaram o senhor da Jerónimo Martins por falta de amor a Portugal e já alguma vez na vida aceitaram intrujar o fisco nem que fosse a pagar um arranjo mais barato na oficina sem factura para escapar ao IVA!

8 comentários:

Pecola disse...

Bem dito. Ainda estamos no início do ano e já não há paciência para certos treinadores de bancada que fazem os mesmos "erros" em casa.

Saltapocinhas disse...

eu não concordo, não é a mesma coisa, nem lá perto.

podes compará-lo a quem ganha rios de dinheiro e declara o salário mínimo no irs, por exemplo. esses sim, são também um mau exemplo...

Didas disse...

Treinadores de bancada é bem achado Pecola!

Saltapocinhas, pois eu acho que é exactamente o mesmo. Porque o que importa não é a escala mas o princípio.
PS: Obrigada pelas boas festas! :)

F Nando disse...

Ainda há 2 semanas numa conversa com amigos falei nisso. Não me surpreendeu e a continuar assim qualquer dia temos a mercearia do bairro a ter sede em Espanha e pagar lá os impostos...

pé-de-cereja disse...

Por acaso não me surpreendeu mesmo nada, e acho alguma graça quem avisa que vai deixar de comprar lá para passar a comprar no Continente (ou Lidl, ou Mini-preço) como se fosse grande a diferença. Mas pegando no exemplo da Saltapocinhas, até me irrita mais quem declara o salário mínimo no IRS. Esses parece que andam a fazer pouco de quem de facto ganha o SMN.
E, neste caso, não concordo com a Didas (alguma vez havia de ser :D )porque a escala é importante. Claro que tão ladrão é o que rouba um pão como é o BPN, mas... 'não é a mesma coisa'.

Didas disse...

F Nando, acho que já temos. Só que ainda não tínhamos dado por ela.

Cereja, não podemos estar sempre de acordo senão até chateia. Mas eu continuo na minha e até acho que o grande mal deste povinho é desculpar-se sempre com a escala. A cunhazita pequenina, aquela só para arranjar um empregozito de contínuo, não tem mal! Mas tem tem! É como o caruncho, que é pequenino mas vai comendo tudo!

Fernando Antolin disse...

Ah pois e nunca,de certeza,os críticos quando dão uma saltada a Badajoz ou Ciudad Rodrigo,aos caramelos, nunca por nunca aproveitaram para pôr a gasolina mais barata, é tudo a abastecer do lado português...

Didas disse...

Isso!