11/27/2012

Moral da história


4 comentários:

Anónimo disse...

Nem mais!

Zé de Aveiro

Didas disse...

:)

Luís Filipe Maia disse...

Confesso esgotada a minha capacidade de ouvir a argumentação apresentada pelo chefe dos ladrões Passos Coelho e do resto do gang, bem como a corte de engraxadores e de lacaios que vão enchendo a comunicação social, com o seu estafado argumentario salazarento em defesa da economia e do estado português, baseado no emprobecimento do povo, que enganaram com promessas eleitorais mentirosas, optando pela defesa da finança alemã.

A miséria a que está a conduzir o nosso gente, não tem argumentação possível razão porque encerrei a partir de hoje, com a audição do jovem salazar português, a minha capacidade de ouvir qualquer tipo de argumentação daquela gente.

Declaro-me a partir de hoje em desobediência civil enquanto esta gentalha se mantiver no governo. Este governo ilegítimo e ilegal, quanto mais não seja pelo facto de ser um governo fora da lei, considerando que insiste em governar contra a lei fundamental de Portugal a Constituição. Não devemos esquecer o que aconteceu com o orçamento de 2012, quando algumas das medidas orçamentais foram consideradas ilegais, embora tivessem sido deixadas passar, por razões que o Tribunal Constitucional considerou poderem ser aceites.

Este governo, é um governo com pena suspensa, que reincidindo no mesmo crime, deve ser banido por aquele Tribunal.

Banido em definitivo, da cena política deve ser não só essa gentalha do PSD, como o seu inútil apêndice político chamado CDS.PPm que claramente não faz mais nada do que tentar passar a imagem de alguém que estando não está, assina acordos com a gentalha do governo mas finge que não gosta e aparece chorando lágrimas de crocodilo, para salvaguardar futuras eleições.

Didas disse...

Caro Luís, este comentário merece ser um post.