9/21/2006

FARINHA AMPARO: NA VANGUARDA DO SERVIÇO PÚBLICO

Enquanto não chega mais um prometido e arrastado referendo à lei da despenalização do aborto, o nosso estabelecimento, como serviço público de primeiríssima água que se preza de ser, dedica-se hoje em especial às nossas caríssimas clientes.
Todas sabemos que a vida pode ser cabra e pregar-nos rasteiras do caraças. Tem dias. Por isso, a informação que se segue, meninas, poderá poupar-vos horas, senão dias, de chatices, caso alguma coisa não tenha corrido como estava planeado. Acontece às melhores.

Primeira solução: comprimidos. Mais arriscado, doloroso, mas também mais barato e a evitar deslocações. Podem adquiri-los aqui, mas aconselha-se vivamente a tomar todas as precauções referidas no site, à risca. Não vale a pena arriscar a pele.
Segunda solução: Cirurgia. Menos arriscado, mais confortável, mas também bastante mais caro. Os preços rondam os 400 a 600 euros não contando com as despesas de viagem. No entanto, tendo em conta que o país é pequenino e rectangular, não há praticamente canto nenhum de onde não se consiga chegar a Espanha num ai. Aqui estão todos os contactos necessários, basta ver onde se está e o que fica mais perto.

É claro, minhas queridas, que dentro de portas há de sobra quem resolva este tipo de problema. Só queria ter notas de 500 como “calistas” e “parteiras” que há, só aqui num raio de 50 km. No entanto, nós, aqui na padaria não aconselhamos. Provavelmente todos eles fazem parte dos lobbies anti-aborto, tipo associações de beatagem pró-vida e outras fantochadas do género. Porque a vida custa a todos e ninguém quer perder o negócio, não é?

Cuidem-se!
E sejam felizes…

3 comentários:

nene disse...

Muito útil!
Isto é que é prestar serviço público!
beijinhos:)

SaltaPocinhas disse...

O que me tira do sério nesta história que vai dar manifstações, documentários, reportagens especiais e por aí adiante são as pessoas de quem falas no ultimo paragrafo!
Eu queria uma nota de 500 por cada um(a) que está a bater no peito nas manifestações do "NÃO" e que já fez, ou levou a filhina a fazer, um aborto numa dessas "parteiras"...

Didas disse...

Obrigada Nene! :) Sempre às ordens!

Também esses Saltapocinhas, sim, também esses!...