5/07/2007

MAIS UM GÉNIO INJUSTAMENTE IGNORADO


E o cavalheiro, com o ar mais sério deste mundo, continuou a esclarecer a minha pobre mente ignorante:
-É o que eu lhe digo, eles nas finanças agora conseguem ver tudo o que a gente tem e, pimba! Tudo! Eu vou-lhe explicar, eles vêm pelo ar, vêem tudo lá nos computadores deles!
-…
-Ah pois! O meu filho, que percebe dessas coisas de computadores, consegue lá entrar nesses programas que eu já vi. Vê-se tudo do ar, tudo! Casas, carros, quintais, piscinas, tudo! Pode acreditar! É assim que os gajos lá das finanças nos apanham! Não há hipótese!

E eu a imaginar o filho do artista a dizer-lhe qualquer coisa como:
-Pai, é assim. Preciso dum carro com uma cilindrada de 6000. Mas mesmo muito urgente! Há uns gajos, marcianos, que me mandaram umas mensagens para o computador, numa linguagem encriptada que só eu é que aprendi a decifrar porque saio a ti e sou um tipo muita esperto, a dizer que quem não tiver um carro desses vai deixar de poder acabar os cursos na universidade. Mas não digas a ninguém, porque isto é uma ciência que só eu é que já consigo dominar e depois ficam todos a saber.
-Ai é filho? Está bem, está bem! Ai o meu menino é tão esperto! Posso contar só à tua mãe? Posso?

1 comentário:

Emiele disse...

Será a Google Earth? Para verem tudo do ar, casas, terrenos, tudo!
Olha que vais ver é a isso que o tipo se refere.
:)))