9/01/2008

DUAS PÉROLAS E UM CONSELHO

UMA: Foi comovente ver o puto Tomás Azevedo a dizer à reportagem da SIC que não gasta dinheiro em videos nem em cd's porque saca tudo grátis da internet. Se tivesse dito que não gasta dinheiro em restaurantes porque espera que os empregados estejam distraídos e dá de frosques, era o mesmo. Só que a avaliar pelo ar inteligente e satisfeito com que disse aquilo, ainda niguém lhe explicou isso. Pode ser que o vovô Belmiro, que é gajo esperto, lhe tenha dado uns puxões de orelhas em casa.

DUAS: Foi também comovente ver uma gaja qualquer no programa FamaShow (não faço ideia quem seja embora ela diga que é actriz) a contar que esteve perdida numa falésia no nordeste alentejano. Não sabemos se já descobriu que as falésias são a oeste.

TRÊS: Apesar de tudo, recomendamos vivamente o programa FamaShow. Dá ao mesmo tempo do Só Visto da RTP mas é muito pior e, se tiverem estômago, ainda se fartam de rir com aquilo. Desde as entrevistas e os apontamentos de reportagem, até às apresentadoras (onde se inclui uma russa que não sabe falar português mas deve saber fazer outras coisas), é o delírio.

4 comentários:

São Rosas disse...

O Tomás de Azevedo vai longe...

Svetlana disse...

Dizem as más linguas que o tio Belmiro não começou a sua vida abastada de qualquer maneira. portanto, deve ser de familia.

A Conspiradora disse...

Só um apontamento: a "russa" do fama show não é russa... é a irmã do Miklos Fehér, logo, húngara.
A parte de saber fazer outras coisas, concordo.

Didas disse...

Pois vai São. E nem precisa de fazer nada.

Svetlana, a diferença é que o Belmiro não conta nada nas entrevistas. O puto ainda está verde.

Conspiradora, obrigada. Eu já desconfiava que estava a mandar uma ao lado. Russa é um conceito muito específico para um sotaque tão vago.