11/02/2009

Olá queridos clientes! Cá estou eu mais uma vez convosco para analisar os acontecimentos da semana. Felizmente o país continua pródigo em acontecimentos que condizem perfeitamente com a porcaria das análises que eu faço, e não se prevê que vá mudar.

1. O padre que foi apanhado com um arsenal de armas ilegais debaixo da batina, como qualquer criminoso que se preze, já está cá fora e continua a rezar missa, que é o seu passatempo preferido a seguir a ameaçar os inimigos com caçadeiras de canos serrados. Hoje mesmo, a seguir à homilia de todos os santos, declarou a uma reportagem que não tem motivo nenhum para abandonar a carreira e eu também acho que não. Comparado com alguns que já por aí andaram, como Torquemada, o homem é um anjo.

2. Esta semana começou porém uma novela nova para a malta não perder o hábito: "Armando Vara e o Sucateiro", uma bela história de amor e intriga que promete muitos e animados episódios. Para já, que foram apresentadas as personagens, sabemos que há um senhor dedicado ao negócio da sucata, que apesar de simples e bronco é muito bondoso e passa a vida a distribuir presentes a toda a gente, mesmo sem ser no Natal. Há também um amigo que recebe muitos desses presentes e que por isso retribui com o seu apoio moral. Há uma câmara que foi assaltada para levar 50 euros por pura coincidência. Depois, há os invejosos que, por nunca terem recebido presente nenhum só querem mal ao protagonista. E para terminar há os figurantes pagos a trocos, como cadeiras de rodas e camas, que só servem para meter palha e baralhar a história. Veremos como evolui a história.

3. Esta semana entrou em vigor a possibilidade de as lojas poderem cobrar taxas pela utilização do cartão de débito ou crédito. Há pessoas que estão muito preocupadas com isso, mas aqueles que ganham o ordenado mínimo, a bem dizer, estão-se a borrifar, porque de certezinha que não sacam do cartão para pagar os cinco euros que podem gastar por dia em pão e água e mais qualquer coisinha.

4. A Hello Kitty, aquela boneca japonesa pavorosa que não tem boca, fez 35 anos e está feita uma autêntica trintona maluca daquelas que não se riem para não fazer rugas, não comem para não cagar, usam sapatos que mais parecem andas e jeans três números abaixo do tamanho real do rabo, fazem madeixas loiras, portam-se como umas miúdas histéricas para parecerem mais novas e tomam xanax para não se lembrarem que, se não morrerem antes, vão fazer quarenta anos. Ah não! Isso não é a boneca! São as fãs com idade para ter juízo que eu vi hoje a falar na reportagem sobre o assunto!

E pronto queridos clientes, por hoje foi tudo. Portem-se bem que eu volto na segunda. Se se portarem mal volto também. Fiquem com uma beijoca da vossa

Rosarinho

3 comentários:

AB disse...

O Rosarinho você anda muito azeda. Vamos lá por partes.
- Padres armados não é tão mau como outros religiosos vestidos a rigor com coletes de C4. O Torquemada há-de ser sempre um espinho cravado na religião católica, mas já passou. Agora há outros noutras religiões, só que com nomes que não dizem nada.
E veja, há nomes que francamente...o que é que se pode ser quando se chama Hitler, Torquemada, Estaline? A culpa é dos pais. Eu não estou a ver um ditador chamado Adalberto, ou Anacleto, ou um inquisidor Parreira.
- As relações entre o poder e o dinheiro são tão velhas como o poder e o dinheiro, a gente é que ainda se admira.
- Isto do multibanco passa, é só a Unicre ver o negócio a esboroar-se e baixam as taxas aos comerciantes, que é a base disto. O multibanco é como a droga, ao princípio é sempre de borla, quando o pessoal está agarrado é que são elas. Você se calhar não se lembra, mas ao princípio não havia taxas, havia até descontos, porque era menos trabalho para os bancos, que não tinham que receber milhões de notas esfarrapadas e moedas ferrugentas todos os dias, nem aturar uma data de cromos a querer levantar cem escudos em moedas de dez tostões. Se o pessoal insistir em pagar a cash voltamos a isso e desistem.
- Da Hello Kitty você tem é inveja. Eu tenho. Gostava de a ter inventado. Das fãs mais requentadas, pois tem razão. Já quando eu era bem novo um amigo me disse que se apanhasse alguma namorada de mais de 14 anos com peluches e posters do Snoopy no quarto, que a deixasse logo. A não ser que fossem um esconderijo para vodka e charros.
- Um beijo. Anime-se. Quando está animada anima toda a gente.

Rosarinho disse...

Eu?! Azeda?! Sou até bastante docinha!
Quanto aos nomes da padralhada, escolhi o Torquemada porque é o mais popular entre os cabrões, porque basta procurar no google, por exemplo padre pedofilo e aparecem milhares.
Quanto ao poder e ao dinheiro, é de facto um belíssimo nome para uma novela da TVI. Melhor que Morangos com Açúcar.
Essa da taxa de multibanco vai ser mesmo assim. Depois da malta andar uns tempos de alforge, tudo vai voltar ao normal.
Da Hello Kitty não tenho inveja nenhuma, prefiro não ter aquela cabeçorra medonha... e ter boquinha.
Beijinhos

AB disse...

Aqui entre nós, tem toda a razão sabe? Isto é uma merda cada vez mais malcheirosa e andamos todos preocupados em sacudi-la da bota sem perceber que já temos até ao pescoço.