2/22/2010

Estou mesmo muito decepcionada

Tenho que confessar que ando deprimida desde sábado e já vi várias vezes a vida toda a passar-me à frente desde esse dia. Continuo a acreditar na monarquia por princípio. O símbolo ali do lado direito vai continuar lá. Mas é um princípio cada vez mais abstracto. Se calhar, como todos. Se calhar, se cada um de nós começar a materializar em exemplos concretos os valores em que gosta de se refugiar, vai acabar invariavelmente a duvidar deles.
Nunca fui ingénua a ponto de pensar que D. Duarte fosse a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo. Mas pensei que, apesar disso, tivesse a capacidade de ser um (potencial) rei de todos os portugueses e não só de alguns. E que tivesse o bom senso de não se colar publicamente a um grupo de gente que acha que as vitelas e os bezerros são o modelo para a humanidade. Ainda por cima acompanhado dum qualquer professor Bambo...
Estou muito decepcionada.

:(

13 comentários:

Saltapocinhas disse...

ohhhhh...
tadinha! :(

Didas disse...

Olha, quando eu era miúda costumava-se dizer "Vai gozar o c...!" Eu sei eu sei, é uma ordinarice muito republicana.

Gi disse...

Sabes que nunca ninguém pensa 100% como nós ... tens que pôr os pesos nos pratos da balança e continuar em frente e, olha, que eu não sou monárquica ... sou completamente anárquica, aliás.

Didas disse...

Eu não quero que ele pense 100% como eu. Quero que saiba comportar-se melhor do que um presidente da choldra. E não soube.

João P. Tavares disse...

Eu sou Republicano, mas, toleraria a monarquia se o Duque de Loulé se apresentasse como candidato... mas até este parece que já é republicano...
Para teu contentamento, pareceu-me que o D. Duarte se insurgiu contra essa lei mal escrita que não permitiria a adopção a casais homosexuais...

Luís Maia disse...

Uma das vantagens da republica é que podemos periodicamente substituir o idiota chefe, na monarquia levamos com ele e com o herdeirozinho eventualmente ainda mais refinadamente idiota para o resto da vida

Didas disse...

Oh Jota Pê! Há ainda o rei do frango de churrasco, o rei da sardinha assada e o rei dos esquentadores.

Luís, e o que nos adianta isso? Nada! Gastamos uma pipa de massa para substituir um palerma por outro, e ainda por cima numa fantochada que vale tanto como a votação do público nos Ídolos.

João P. Tavares disse...

E o rei das farturas e do pão com chouriço?

Didas disse...

Também.

Luís Maia disse...

Minha cara Didas

Vc está é perturbada pelo momento actual mas olhe que é possível ter um presidente da República que não seja idiota.

Jorge Sampaio não lhe diz nada ?

GregorSamsa disse...

essa é a grande diferença entre esta nossa querida pocilga e uma qualquer ilusão monárquica.

se ao cavaco agora lhe desse para defender a proibição do casamento homosexual nas próximas eleições poderia ir de patins. parecendo que não, isto só por si, é uma vantagem esmagadora.

se lá estivesse o duarte com dom atrás do nome não sei porquê mais a sua galinhola amestrada para procriação, supostamente teríamos que o aturar até que lhe desse a sulipampa. e o bigodes tem muitas outras posições idiotas como esta. é só colocarem-no nas luzes da ribalta que aquilo salta-lhe como gafanhotos.

P Amorim disse...

Sou a favor da República, mas acho que este blog é muito bom.
O problema da monarquia é que saem "duques" muitas vezes e não se podem pôr na rua. Faça a fineza de ler bem a lista de reis que tivemos e ver o que fizeram. Eu ando a (re)fazer esse trabalho.

Didas disse...

Luís, claro que já houve presidentes da república decentes, e não só o Jorgito. Só que um presidente, por muito que faça, nunca será uma referência nem um polo de união para o povo. A família real pode sê-lo. Por muitas razões que não cabem aqui. Numa república, há sempre um certo sentimento de orfandade. Infelizmente, ao D. Duarte falta-lhe saber ir além da nacional-pequenez. Estou decepcionada com ele e com o meu país em geral.

Gregor, o D. Duarte, se fosse rei, não teria voto na matéria para tal Numa monarquia constitucional não o tem. Mas era chato na mesma porque o rei que eu queria para esta choldra era um que fosse de todos os portugueses (ao contrário do presidente que só o é dos do partido dele) e não um que fosse só dos marialvas. Estou triste, já disse, é preciso pedir perdão de joelhos? Porra!

Amorim, está certo. Tivemos reis que foram umas nódoas, no tempo em que nem se imaginava o que pudesse ser uma democracia ou um parlamento. O que eu defendo é uma monarquia moderna. Obrigada por gostar do blog.