5/30/2011

Criminosos no youtube, já!


Os acontecimentos dos últimos dias vieram demonstrar o seguinte: Para que a justiça portuguesa funcione é preciso que os criminosos sejam (ainda) mais burros do que o normal e publiquem a prova dos seus crimes no youtube.
Marinho Pinto tem razão, há uma dualidade de critérios na justiça portuguesa. Quando um crime cai no domínio público, é punido. Quando não cai, não é.

7 comentários:

pé-de-cereja disse...

:)
Por isso a ameaça já banal: em vez de se dizer «olhem que faço queixa na polícia» diz-se «olhem que eu vou à sic» (ou tvi, tanto dá)
Resulta sempre!
E têm razão! É muito mais rápido.

Didas disse...

Eu gosto quando eles dizem: Para a próxima trago a televisão!
E eu respondo: Não faça isso que dá cabo da coluna!

Constantino, Guardador de Vacas disse...

O Marinho Pinto não é aquele advogado que se insurgiu contra a prisão preventiva dos delinquentes?

A.B. disse...

É claro que crimes que caíram no domínio público, como o apito dourado, o aquaparque, a casa pia, o bpn, o bcp, o miúdo que foi electrocutado no semáforo, estão todos mais que bem punidos...

A.B. disse...

Não é que eu seja a favor da censura, até porque vivi com ela, mas os putos hoje vêm tanta coisa e são tão parvos que julgam que as pessoas são como o Coyote e o Beep-Beep, aquilo acabava sempre com o Coyote a caír num desfiladeiro sem fim até fazer uma nuvenzinha de pó. E depois estava pronto para outra. Ora as pessoas, quando levam pontapés na cara e nas costelas e noutras partes baixas, aleijam-se. Mesmo. Eu não sei se é por o Vin Diesel ou o Robert Pattinson serem esquartejados e continuarem como se nada fosse, ou se os gaiatos - gaiatas no caso - acham que isto tudo é Hollywood, e não só não passa nada como até dá filmes brutais, meu.
A minha modesta opinião é que se não conseguem segurar estas miúdas agora e explicar-lhes, pá, que a realidade, pá, não é bem como nos filmes pá, e que um pontapé mal dado pá, pode matar uma pessoa, pá, daqui a uns anos já não conseguem, a não ser por homicídio. Talvez andem a ver muita televisão...os putos, as putas, e os pais delas.

Anónimo disse...

Isto é tudo malta da pesada. E os papás como são muito bons pais estão sempre prontos para os defender, a culpa é sempre do sistema. E porquê?
Se não apoiam os filhos(as), os pais também levam na focinheta.
É certo e sabido

Didas disse...

Constantino, é.

A.B, é mais do que overdose de televisão. Eu também sou do tempo do coiote e do beep beep. E a gente sabia a diferença sem ser preciso explicarem-nos.

Anónimo, em casos destes, até caredito que sim...