6/18/2010

Efeito colateral horrível


A morte de Saramago trouxe de novo à luz do dia um verme que já tinha sido esquecido, até porque dele não rezará a história: Sousa Lara, o cretino. Que efeito colateral horrível!

8 comentários:

Saltapocinhas disse...

Também me lembrei disso quando vi o cromo na tv...

Moura Aveirense disse...

Essa "eminente criatura", como se lhe referia o Saramago no documentário que passaram novamente esta noite na RTP... :) A Clara Ferreira Alves dizia algo do género hoje na SIC notícias: um livro de Saramago tem mais cultura que dentro da cabeça de muita gente, nomeadamente de muitos políticos que andam por aí...

Um dia triste, o de hoje :(

Didas disse...

Saltapocinhas, cromo é elogio.

Moura, uma linha de Saramago tem mais conteúdo que a vida toda do Lara.

??? disse...

Sousa Lara, aquele senhor que tinha um Porsche pago pela Universidade Moderna e que chegou a ser arguido ou investigado no caso (não me lembro de como acabou aquilo)?

Um grande defensor da causa monárquica.

??? disse...

"O ex-vice-reitor António Sousa Lara foi condenado a dois anos e meio de prisão, pena que ficou igualmente suspensa, por dois anos. "

http://diario.iol.pt/noticia.html?id=802189&div_id=4071

Didas disse...

Pois é Pontinhos, a causa monárquica está cheia de cabrões. Infelizmente a republicana também.

Anónimo disse...

Cretino é pouco!
Alexandra T.

Didas disse...

Eh pá... mas nomes piores eu só chamo pessoalmente...