8/11/2010

Não há pachorra


Um lugar-comum muito engraçado é dizer-se que, com a internet, as pessoas deixaram de comunicar umas com as outras. Já tinham dito o mesmo da televisão. Provavelmente da rádio. E quem sabe também do telégrafo ou até do próprio telefone. Eu pessoalmente gostava de saber o que é que suporta a teoria imbecil segundo a qual comunicar é, apenas, um grupo de pessoas sentadas à lareira a contar umas às outras histórias do mundo rural. Não há pachorra.

9 comentários:

Saltapocinhas disse...

(tens toda a razão na história da cigarra e da formiga!)

O qu querem dizer com o "não há comunicação" é, acho eu, que as pessoas passam mais tempo a "falar" ao computador do que pessoalmente. E há alguns que são assim mesmo, mas, como em todas as coisas, não se pode generalizar.
E realmente não há falta de comunicação...

Didas disse...

Sim, mas "falar" ao computador, como nós estamos a fazer agora, é só mais uma maneira de comunicar. Nem pior nem melhor, digo eu.

Funes, o memorioso disse...

Para mim, comunicar é fornicar. E a internet como meio de comunicação tem a grande vantagem de não ter cheiro.

jg disse...

Funes, um gajo deve lavar-se não apenas no fim da fornicação.
E para as emergências, existe o Distron toalhetes!

Movimento Moda disse...

Não penso que se trate de haver mais ou menos comunicação. É mais as mudanças de comportamento e a criação involuntária de alter egos que a internet permite.

Didas disse...

Funes, então essa é aquela teoria do morcão: "Siempre se cumbibe!". Certo?

jg, certíssimo. O grande erro de muita gente é pensar que pode comunicar sem se lavar primeiro.

Movimento Moda, a criação de alter-egos á tão natural como a própria sede, como dizem os gajos da água do Luso. No tempo dos anúncios de jornal, já se mandava fotos de estrelas de hollywood para enganar o (futuro) parceiro.

Movimento Moda disse...

É bem verdade, mas temos que admitir que a internet facilita ainda mais a coisa. Quem enviava anúncios para o jornal, fazia-o premeditadamente. Quem navega na net, vai mergulhando devagarinho nesta coisa das "múltiplas personalidades" :)))

Didas disse...

E não é giro? E a maior parte das vezes, inofensivo?

Movimento Moda disse...

Graças a Deus :))))